Belvo

Vida na Belvo: Fernanda Faria e a rotina de um Product Manager

Camila Faria

Camila Faria Content Executive

Compartilhar

Vida na Belvo: Fernanda Faria e a rotina de um Product Manager

Ela chegou ao mundo da tecnologia e produto “por acaso”, mas a Fernanda já dava sinais de que teria uma trajetória de sucesso como Product Manager na Belvo, como sua habilidade de entender as necessidades dos consumidores e de falar a linguagem tanto do mundo de vendas quanto da tecnologia.

Neste “Vida na Belvo”, ela conta sobre seu dia a dia na Belvo, como começou a trabalhar com produto e nos atualiza em sua busca por novos hobbies além do trabalho – de aulas de canto até paraquedismo.

O que você faz na Belvo?

Eu sou Product Manager no nosso grupo de Data Acquisition, onde nossa missão é oferecer dados financeiros vindos das mais diversas fontes – desde instituições financeiras e fiscais até aplicativos como Uber e Rappi.

Meu papel na Belvo é de garantir a interseção entre o negócio, tecnologia e nossos clientes! De forma prática, eu faço o meio de campo entre essas 3 entidades para garantir que estamos olhando para o problema certo. O resultado esperado é a entrega de um produto que faça sentido para o mercado e o negócio como um todo.

Como é um dia típico de trabalho para você?

Meu dia a dia de Product Manager na Belvo é um mix entre garantir que nossas atuais integrações estão funcionando como esperado e descobrir novas fontes de dados que possam ajudar nossos clientes em seus negócios.

Na prática, isso envolve ter muitas reuniões, tanto com nosso time interno quanto com clientes, investigar nossos números para identintificar novas oportunidades, transformar essas oportunidades em entregas e garantir que vamos sair do ponto A, chegar no B e assim por diante.

Como você começou a trabalhar na área de produto?

Eu sempre brinco que virei Product Manager por acidente!

Quando eu era mais nova, trabalhei como revendedora de cosméticos, e atendi um fundador de uma startup que percebeu que eu tinha uma boa relação com clientes e me incentivou a começar a trabalhar como Customer Success.

Como Customer Success, meu papel era entregar sucesso para os clientes e garantir mais receita para a empresa. Para fazer isso, precisava entender muito bem do negócio dos meus clientes e também do produto que eu vendia, e então eu juntava essas duas informações e construia uma estratégia junto ao cliente. Uma coisa que eu gostava muito de fazer era entender quais era as outras oportunidades que tínhamos com nossa carteira de clientes, e com isso acabava propondo novos produtos! Em um dado momento em falaram “uê, o trabalho que você faz parece muito com o do PM” e foi então que me ficha caiu!

A partir dai iniciei minha transição de carreira e hoje sou muito feliz fazendo o que faço.

E como você chegou na Belvo?

Eu trabalhava em uma outra empresa e descobri a Belvo quando eu estava desenvolvendo um feature de gestão de finanças pessoais. Nesse momento, achei o produto da Belvo incrível, e veja só, hoje estou aqui!

Quais são os maiores desafios e as melhores partes de ser Product Manager?

Acredito que o maior desafio, e ao mesmo tempo a melhor parte de ser Product Manager é a resposabilidade de liderar por influência. Fico muito feliz em saber que meu trabalho tem um potencial gigante de influência na carreira das pessoas que trabalham comigo, porque os produtos em que trabalhamos juntos viram os cases profissionais que vamos levar pelo resto de nossas carreiras. Se tomarmos as melhores decisões juntos, e isso se converter em uma entrega de sucesso, todos teremos incríveis experiencias para guiar os nossos próximos passos como profissionais.

Você é do time do home office ou trabalho presencial?

Eu gosto de um pouquinho dos dois, pode ser? 🥳 Gosto de ter um escritório ou espaço de co-working por perto para poder ir nos dias que estiver disposta – como sou extrovertida, muitas vezes é bom encontrar pessoas pessoalmente para conversar sobre os desafios e ter a oportunidade de ter trocas orgânicas – tomando um cafézinho ou almoçando. Mas ao mesmo tempo adoro a oportunidade de poder ficar de casa e fazer meu tempo mais produtivo – poder ir na academia na hora do almoço e etc.

Fico muito feliz que na Belvo tenho a oportunidade de viver o melhor dos dois mundos!

Qual seria seu principal conselho para alguém que está chegando na Belvo?

Eu diria para quem quer trabalhar na Belvo que essa pessoa tem que estar pronta pra viver algo totalmente diferente, coração aberto mesmo. Eu sinto que todo mundo aqui está constantemente fora das nossas zonas de conforto, começando com o fato de que passamos o dia todo falando um idioma que não é o nosso nativo. Isso significa que tá todo mundo muito pronto pra ajudar e aprender junto, então a pessoa tem que se abrir para essa oportunidade.

Estar fora das nossas zonas de conforto significa que todo mundo na Belvo está muito pronto para ajudar e aprender junto, então a pessoa tem que estar aberta para essa oportunidade de crescimento.

Fernanda, Product Manager na Belvo

Quais são seus hobbies fora do trabalho?

Eu estou tentando achar um novo hobby agora para poder responder a essa pergunta sem dizer “dormir” [risos]. Tenho feito aulas de canto e hot yoga, e percebi que atividades que me façam focar totalmente naquele momento específico são boas pra mim. Eu até fui pular de paraquedas recentemente, e adorei! Quero muito fazer isso de novo.

Venha para o time!

A Belvo está contratando em várias áreas no Brasil e na América Latina! Veja nossas vagas abertas.

Vida na Belvo

Compartilhar

O melhor conteúdo sobre Open Finance mensalmente no seu email

Mal podemos esperar para ouvir suas ideias!

A Belvo não concede empréstimos ou solicita depósitos.