Belvo

O que esperar do Pix em 2024: Open Finance, Pix Automático e transferências inteligentes

Belvo Team

Belvo Team Communications

Compartilhar

O que esperar do Pix em 2024: Open Finance, Pix Automático e transferências inteligentes

Pagamentos recorrentes com o Pix automático, transferências inteligentes, e muito mais: confira as mudanças programadas para o Pix em 2024.

Em 2023, os brasileiros movimentaram mais de R$17,18 trilhões pagando com Pix, 50% a mais do que em 2022, segundo dados do Banco Central (inclusive empatando com o cartão de crédito no e-commerce). E, com todos os avanços que acontecerão este ano, algo que já foi previsto para o Pix em 2023, podemos esperar um aumento ainda maior em 2024.

Pix automático: facilitando pagamentos recorrentes de forma inovadora

Um dos lançamentos mais aguardados do ano, o Pix automático está previsto para chegar em 28 de outubro, segundo o cronograma do Banco Central. O pix automático traz consigo a promessa de facilitar as cobranças recorrentes de uma maneira flexível e parametrizável. Empresas de diversos tamanhos e setores, como concessionárias de serviço público, escolas, academias, planos de saúde e até mesmo empresas do setor financeiro, poderão se beneficiar. Essa flexibilidade é um dos diferenciais, permitindo a utilização do pix automático como método de recebimento para uma ampla variedade de serviços.

Veja também: Guia do pix com Open Finance

Benefícios para quem paga e para quem recebe

Para quem precisa efetuar um pagamento, o pix automático oferece uma alternativa de pagamento recorrente sem fricções. Com autorização prévia, realizada de maneira segura no ambiente da conta pelo celular, os débitos periódicos são automaticamente autorizados, eliminando a necessidade de autenticação a cada transação.

Já para quem recebe, o pix automático tem o potencial de aumentar a eficiência, reduzir custos operacionais e diminuir a inadimplência. A operação simplifica processos e usa a infraestrutura já estabelecida pelo Pix.

Imagine a seguinte situação: você possui um plano em uma academia e está acostumado a realizar o pagamento da mensalidade todo mês, muitas vezes enfrentando a burocracia dos boletos ou dependendo do limite do cartão de crédito. Com a implementação do pix automático, essa rotina torna-se muito mais conveniente.

Você, como cliente, decide aderir ao pix automático para o pagamento da mensalidade da academia. No aplicativo da academia, você realiza uma autorização prévia de débito automático usando o pix automático, indicando a conta da qual deseja que o valor seja debitado.

Durante o processo de autorização, vai poder definir limites diários para os débitos automáticos, proporcionando maior controle sobre as transações. A cada débito automático realizado, você receberá notificações em tempo real, te mantendo informado sobre as transações e garantindo total transparência.

Do lado da academia, os gestores também se beneficiam. Não precisam mais lidar com a emissão, envio e processamento de boletos, reduzindo a burocracia operacional e taxas do cartão de crédito. Com o pix automático, o estabelecimento aumenta a eficiência na cobrança e reduz os riscos de inadimplência, pois as transações são automatizadas e ocorrem de maneira programada. Além disso, o pix automático oferece flexibilidade aos usuários, permitindo a fácil alteração de dados bancários ou a suspensão do débito automático quando necessário.

Pix automático vs débito automático: qual a diferença?

Embora funcione como um débito automático, o Pix automático apresenta uma grande vantagem. Além de ser mais rápido, uma vez que utiliza o sistema Pix para o pagamento, também não haverá a cobrança de tarifas para pessoas físicas e poderá ser oferecido por mais instituições financeiras.

Além disso, a modalidade será uma ótima alternativa para o cartão de crédito, uma vez que o débito é diretamente na conta corrente, sem depender do limite do cartão. 

Transferências inteligentes

Outra modalidade esperada para este ano são as transferências inteligentes, que devem chegar antes do Pix Automático, com previsão de lançamento para abril. Essas transferências facilitam as movimentações entre contas do mesmo cliente, tornando todo o processo mais eficiente e conveniente.

Alguns casos de uso incluem automatizar a transferência de fundos para poupança e investimentos ou até mesmo a prevenção do cheque especial, uma vez que possibilitará a transferência de dinheiro de uma conta para outra conta quando alguma estiver negativa. 

O funcionamento é simples. Para começar, essas transferências vão depender do consentimento do usuário através do Open Finance. Uma vez conectado, o usuário deverá autorizar cada tipo de transferência uma única vez. Finalmente, sempre que houver uma movimentação de valores dentro da frequência que você escolheu, o usuário será notificado. Simples e rápido!

Impulsionando a adoção do Pix com o Open Finance

Com o Banco Central delineando o futuro do pix, o papel crucial do Open Finance ganha destaque. O Pix via Open Finance, uma das inovações do BC desde a criação do modelo aberto de compartilhamento de dados, poderá facilitar ainda mais a adoção do Pix recorrente.

Com o Pix via Open Finance, os usuários não precisam copiar ou escanear QR Codes ou digitar chaves aleatórias. Todo o processo acontece automaticamente a partir da plataforma da instituição que está fazendo a cobrança. No caso da academia que mencionamos acima, por exemplo, você, como cliente, escolheria pagar com o Pix via Open Finance de forma automática e, ao invés de precisar copiar qualquer código e abrir o aplicativo do seu banco, seria automaticamente redirecionado ao ambiente seguro do banco, onde encontraria todas as informações de pagamento, prontas para que você possa concluir a transação.

“Essas mudanças representam um avanço significativo na praticidade do Pix, simplificando ainda mais a vida financeira dos brasileiros. Como uma Instituição de Pagamentos licenciada pelo Banco Central, a Belvo se posiciona para contribuir com essa transformação, oferecendo soluções robustas e seguras para que empresas de todos os setores possam aproveitar essa medida. Este é um passo importante na missão da Belvo de capacitar negócios inovadores e promover a inclusão financeira no Brasil”, declara Albert Morales, diretor geral da Belvo no país.

A Belvo possui o aval do Banco Central do Brasil para iniciar pagamentos Pix e está pronta para auxiliar empresas a integrarem o Pix via Open Finance para melhorar a taxa de conversão, ao otimizar operações e melhorar a experiência do usuário.

Compartilhar

O melhor conteúdo sobre Open Finance mensalmente no seu email

Mal podemos esperar para ouvir suas ideias!

A Belvo não concede empréstimos ou solicita depósitos.