Belvo

Como usar Open Finance para aprimorar decisões de crédito

Camila Faria

Camila Faria Content Executive

Compartilhar

Como usar Open Finance para aprimorar decisões de crédito

Guia da Belvo apresenta aplicações do Open Finance, da coleta e análise de dados à iniciação de pagamentos, voltadas para potencializar o mercado de crédito

O crédito está entre os principais casos de uso citados quando se fala de Open Finance no Brasil: facilidade no envio de dados, riqueza de informações, verificação de contas e cobranças otimizadas são apenas algumas das possibilidades que o modelo, que começou a ser implementado no Brasil em 2022, trazem para o setor.

O país vive um momento delicado na concessão de crédito, com altos índices de endividamento, e parcelas dessa renda comprometidas com despesas básicas, como alimentação, além de um enorme gap no financiamento para pessoas jurídicas, avaliado em cerca de R$ 166 bilhões para pequenos e médios negócios. Para pessoas físicas, com o Open Finance, estima-se cerca 46 milhões de brasileiros poderão ser incluídos no mercado de crédito.

Mas como o Open Finance pode realizar essa verdadeira revolução num mercado de crédito tão grande e cheio de desafios quanto o brasileiro?

O novo guia da Belvo apresenta alguns dos principais casos de uso e benefícios do consumo de dados e pagamentos via Open Finance para credores, incluindo estratégias de aumento de conversão, engajamento com clientes já existentes, manutenção de contas, marketing e gerenciamento de cobranças de parcelas. No documento, é possível visualizar diversas aplicações da tecnologia em estágios variados do ciclo de vida do crédito, além de casos de sucesso de empresas no Brasil e na América Latina que já estão se beneficiando do Open Finance para aprimorar suas operações e oferecer uma experiência mais sofisticada para seus clientes.

Para consumidores finais, o uso de dados de Open Finance no processo de aplicação para uma nova linha de crédito, ou mesmo a busca por um aumento de limite ou oferta alternativa, significa primeiramente um processo mais ágil e simples, com efeitos práticos significativos em termos de acesso a financiamento.

De acordo com o Head de Estratégia e Risco de Crédito da Belvo, Aritz Amasene, as vantagens do Open Finance no mercado de crédito ao usuário final são um maior leque para escolher onde solicitar o empréstimo, com diferentes possibilidades de pagamento e maior margem de negociação. “Alguém que foi recusado anteriormente num pedido de financiamento, por exemplo, agora com o Open Finance no crédito talvez seja aprovado. Porque o banco  vai conhecer melhor quem você é, o que faz, o que compra, qual a sua probabilidade de pagar aquele financiamento. O Open Finance traz novas informações para avaliar o risco de crédito e com uma melhor avaliação ele pode até abaixar os juros pro cliente final  ”, afirma o executivo. 

Em caso apresentado no Guia, foi observado um aumento de 16% de clientes que, com score negativo (incluindo negativados em bureaus), após recusa inicial, obtiveram nova oferta com o compartilhamento dos dados de Open Finance. Em caso de empresa que desejava incrementar linhas de crédito para clientes já existentes, observou-se aumento de até 33% na aceitação de novo limite após compartilhamento das informações.

Do lado das financeiras, há muito mais a ganhar além de facilitar a experiência do consumidor. Além do benefício óbvio do aumento na aceitação de ofertas graças às novas fontes de dados, os dados categorizados de Open Finance permitem aumentar a sofisticação de modelos de risco e diminuir taxas de inadimplência. É o caso da Facio, que, após incorporar dados de Open Finance à operação da empresa com a Belvo, observou redução de 50% no risco de crédito.

Acesse o Guia completo e saiba mais sobre como essas e outras histórias de sucesso são possíveis graças ao uso dos dados de Open Finance para aprimorar decisões de crédito no Brasil.

Compartilhar

O melhor conteúdo sobre Open Finance mensalmente no seu email

Mal podemos esperar para ouvir suas ideias!

A Belvo não concede empréstimos ou solicita depósitos.