Belvo

Por trás das câmeras: como é a engenharia na Belvo

Por trás das câmeras: como é a engenharia na Belvo

A missão da Belvo é ambiciosa: transformar os sistemas legados dos bancos e instituições financeiras na América Latina em um conjunto de APIs e ferramentas de desenvolvimento modernas. 

Nós conectamos consumidores e empresas a seus dados financeiros através de APIs públicas, algo que tradicionalmente tem sido dificultado pelos legados que acabam barrando, muitas vezes involuntariamente, a inovação no setor financeiro. 

Esse desafio se traduz em um substancial esforço de Produto & Engenharia. Começando por esse post, queremos compartilhar um pouco da nossa cultura, atividades, processos e escolhas de engenharia. Acreditamos que esse é o melhor jeito para que potenciais futuros Belvoers tenham uma ideia de quem somos e como trabalhamos. 

👩🏽‍💻 Fazendo as coisas acontecerem 

Um dos nossos valores culturais é literalmente “fazer as coisas acontecerem”. Isto é, a habilidade de trazer valor aos nossos clientes, independentemente das circunstâncias. Os nossos Fundadores sempre incentivaram isso na cultura da empresa, e é algo que se permeia e se sente em cada decisão ou conversa que temos. 

Evitamos ao máximo o bikeshedding (perder tempo com assuntos triviais) na Belvo. Assim como a paralisia de análise ou a busca obsessiva pela perfeição. 

Nossa recompensa é conseguir entregar o software para os nossos clientes, mais do que a perfeição na arquitetura. Você não vai encontrar essa frase estampada nas paredes dos nossos escritórios, mas é uma das coisas que investigamos no processo de contratação. 

Provavelmente, você nos verá adicionando mais logs e  recuperação automática de erros em vez de tentar extrair milissegundos de um novo protocolo RPC.

Gostamos, sim, de entregar programas bonitos e sólidos, mas é importante ter em mente que os limites e contornos das nossas aplicações estão em constante mudança conforme crescemos e amadurecemos nossos produtos. Logo, flexibilidade e adaptabilidade são mais importantes do que beleza.

📊 Cultura Data-driven

Aqui na Belvo, nós tomamos decisões com base em dados concretos. Este é um hábito difundido que permeia todos os nossos processos e nossas tomadas de decisão.

Passamos a desenvolver uma certa sensação saudável de desconforto quando não vemos dados concretos apoiando uma decisão. Isso não aconteceu da noite para o dia, esse traço cultural foi desenvolvido fazendo algumas perguntas muito simples ao entrevistar potenciais companheiros de equipe:

  • “Como você reconcilia essas soluções conflitantes?”
  • “O que você faz quando se depara com a incerteza?”
  • “Você descobriu uma dívida técnica no código em que está trabalhando. Como você elabora um plano para contorná-la?”

Nós buscamos respostas baseadas em dados e pessoas com pensamento orientado por dados que baseiam seu raciocínio e próximos passos em uma abordagem analítica. 

🔎 Foco no diferencial

Nós acreditamos que manter a complexidade de engenharia sob controle é a chave para preservar a rapidez do desenvolvimento e a evolução a longo prazo de uma plataforma como a Belvo. Fazemos um esforço explícito para resolver os problemas que encontramos no dia-a-dia, aproveitando nossas ferramentas de tecnologias já existentes, em vez de adicionar mais peças ao quebra-cabeça e torná-lo mais complexo de manter a longo prazo.

Por exemplo, nós deliberadamente escolhemos usar apenas duas linguagens de programação bem estabelecidas para construir a Belvo: Python (para mais de 95% do nosso código de Backend) e Javascript (Frontend e certas tarefas de backend).

Reconhecemos que, para algumas tarefas ou projetos específicos, uma linguagem de programação ou tecnologia diferente pode ser melhor. No entanto, tentamos otimizar as opções de engenharia “globalmente” em vez de “localmente”.

Nosso objetivo é garantir que a equipe seja capaz de sustentar confortavelmente nosso stack de tecnologia no longo prazo, independentemente de como estaremos organizados ou de quem estará conosco nos próximos anos. O uso de um stack menor e familiar torna isso mais fácil.

Para manter a complexidade sob controle, nós também usamos muitos serviços de apoio. Bases de dados, Filas, Log, Monitoramento, Orquestração, são todos problemas resolvidos para os quais podemos aproveitar a AWS ou outros fornecedores.

🏎 Alta velocidade & Desenvolvimento sustentável de produto 

Como estamos construindo APIs, SDKs e outros softwares de infraestrutura, acreditamos que nossos produtos devem passar por um nível técnico superior ao da média das plataformas de SaaS.

Para fazer isso, precisávamos de uma metodologia de desenvolvimento de produto que nos permitisse lançar novos recursos rapidamente, mas ao mesmo tempo garantisse largura de banda para o trabalho de arquitetura, infraestrutura e segurança necessário para manter nosso nível técnico alto.

Fazemos isso seguindo uma cadência fixa de atividades de planejamento e desenvolvimento que mesclam recursos do produto, segurança, arquitetura e prioridades de infraestrutura.

Seguir uma cadência remove a incerteza e nos dá uma linha de base para melhorar. Cada equipe de engenharia da Belvo é solicitada a manter e priorizar continuamente uma lista das iniciativas mais importantes que abrangem segurança, infraestrutura e arquitetura. Exemplos recentes disso foram melhorias na forma como fazemos CI / CD, um protocolo de criptografia de serviço cruzado e uma nova bateria de testes E2E usando dispositivos móveis reais.

Cada uma dessas iniciativas é avaliada em relação às metas de negócios e estimada para que possamos tomar uma decisão coletiva sobre quais são os tópicos mais importantes que queremos abordar. Então, montamos um roteiro para o trimestre com iterações de 2 semanas.

Todo esse processo se origina a partir dos OKRs globais da empresa, que se desdobram entre os departamentos e as equipes. Temos a tendência de manter uma abordagem estritamente focada em nossos OKRs. Não importa qual objeto brilhante voe na nossa frente, não o perseguimos, a menos que ele contribua para nossos OKRs. Isso nos mantém focados e remove ruídos e distrações.

🚶🏾‍♀️ Um passo de cada vez

Na Belvo, a evolução da arquitetura é feita passo a passo. Procuramos desenhar nossas soluções para resolver nossos problemas atuais, junto com as projeções de crescimento que temos para o próximo trimestre. Dados nossos padrões de crescimento, isso geralmente se traduz em soluções que precisam funcionar em nossa ordem de magnitude atual e na ordem acima dela.

Tendemos a não olhar além dessa janela para evitar decisões prematuras de engenharia e otimizações em nossa plataforma. Os contornos de nossos produtos e sistemas se expandem e são desafiados a cada dia à medida que a Belvo cresce, e acreditamos que é importante evitar cristalizar decisões de arquitetura muito cedo. Em nosso caso, a janela representou o ponto ideal entre a decisão de arquitetura pragmática e a visão de longo prazo.

🌎 Remote-first na Belvo: Começando pela confiança

Até a data deste post, mais de 70% dos times de Gestão de Produto, Engenharia e Design da Belvo trabalham em regime permanentemente remoto. Esse número inclui tanto líderes, quanto liderados.

A Belvo nasceu remote-first e tem operado assim desde sempre. Mesmo com escritórios na Cidade do México, São Paulo e em Barcelona, nós operamos como uma empresa 100% remota em tudo que fazemos: processos, comunicação, ferramentas, benefícios, e cultura em geral. 

Gastamos um bom tempo refinando nossos processos para garantir que corram bem independentemente da localização física e das diferenças de fuso. Nosso processo de onboarding, por exemplo, possui um checklist detalhado que contém um mix de conteúdos preparados com antecedência e sessões interativas enviados por e-mail para os novos Belvoers alguns dias antes do primeiro dia. Todo membro do time sabe exatamente o que esperar quando eles abrem o computador pela primeira vez, não importa em que continente estejam. 

De maneira geral, nós acreditamos que times remotos de sucesso começam com a confiança, e nós colocamos o nosso foco em medir os resultados reais do nosso trabalho, e não no local físico de onde estamos trabalhando. Isso é algo que está no DNA da Belvo desde seu começo em 2019, quando as primeiras contratações já estavam sendo feitas remotamente. Nós focamos em dados, métricas e resultados, o que tem propiciado a disseminação de uma cultura de confiança e eficiência entre a empresa. 

🤗 Quer se juntar ao time?

A Belvo está crescendo e estamos procurando pessoas que compartilhem nossa visão e nossos valores culturais. Se você acha que está alinhado com eles, adoraríamos conhecê-lo!

No momento, estamos contratando para vários cargos, visite https://belvo.com/careers/ para saber mais.

Compartilhe esse post

Mal podemos esperar para ouvir suas ideias!